Imigração provincial requer ‘vínculo pessoal’